Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 13 de novembro de 2011

O oposto do que quero..

Faço o oposto do que quero, ao meu ver, é o que acontece. Queria estar perto mas me afasto, queria chorar mas sorrio, queria ir pra longe mas continuo no mesmo lugar. Não sei como me livrar de todo esse contraste, não sei como me livrar de todo esse turbilhão que anda passando na minha cabeça. Não sei se é bom pensar muito em alguém ou se é ruim, só sei que isso tem acontecido comigo, mesmo sem perceber antes, eu me pego pensando, e isso é perturbador. Queria poder entender a mim mesma, mas não consigo, e não sou ajudada a isso, queria poder te entender, mas eu não consigo, você não me dá a chance. Será que você também é como eu, que faz o oposto do que quer? Se for, por favor, aprenda a lidar com isso junto comigo, em coisas pequenas e eu sei que vamos melhorar. Porque eu já não sei como tirar essa figura de você que tenho girando na minha mente, pertinentemente.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Tempo sem tempo

 O calendário virou do avesso, parece que anda de traz pra frente. Não faço a minima ideia de como as coisas podem acontecer e me sinto só nisso tudo, porque afinal, sou só eu com minhas preocupações futuras de um jeito que ninguém mais consegue entender. Descobri que de qualquer forma, o mapa se deslocará pra mim e nem sei mais se isso é bom ou ruim, mesmo as pessoas dizendo que mudanças são para o bem.
 Quem olhar de perto consegue ver que eu já nem estou em mim, mesmo fingindo estar, mesmo querendo estar, eu tento andar por aí pra tentar eu mesma me achar ou achar alguns fragmentos de mim que perdi.

Quando penso que recuperei uma parte, eu percebo que não foi possível fazer o download..