Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Correria

Corri hoje. Corri em volta da pista, corri em volta do relógio, corri em volta da minha mente e a vida correu junto comigo.
Me dei conta de que meus pés em nenhum momento saíram do espaço destinado, mas eles foram além. Agora eu via o verde das montanhas laterais como molduras para o pôr-do-sol mais emocionante do ano de nuances rosas encorajadoras e faíscas laranjas esperançosas como se dissessem que continuasse correndo, ou melhor, correndo com a vida, lado a lado sem deixar que ela me ultrapassasse, pra que eu jamais perdesse tempo, jamais perdesse o folego diante dela e encontrasse todas as forças necessárias pra que minha corrida não fosse desnecessária ou então, só mais uma corrida qualquer que alguém do mundo já correu.

Se você entender a metáfora, vai perceber, que enquanto admirava minha vida me surpreender, entendi que jamais poderia passar por ela sem fazer alguma diferença ou me deixar abater rápido demais por qualquer dificuldade proposta. Se viver for lutar, que eu lute. Se lutar for amar, que por favor eu tenha a oportunidade de amar. Se amar for me entregar, que eu me entregue por inteiro.

Bom final de semana, boa corrida.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Dando um stop nas idiotices

"Queria ser tempo, pra tempo me dar.."

Incrível como angustia essa sensação de nada acontecendo nunca, nada funcionando, nada indo pra frente, não acha? Eu já senti tanto isso antes, principalmente nos relacionamentos, sempre fui uma zero esquerda, aquelas histórias normais, de desencontros, de quem eu quero não me quer. Mas percebi que comigo infeliz nada ia dar certo mesmo, então abri os olhos pra minha vida, e percebi que tinha muito mais a agradecer do que pra reclamar.

Ser independente não é ruim, é ótimo. Lutar pelo o que você quer ser e não se conformar com perdas, é normal e louvável. Ser independente é necessário além de tudo. Goste de você e vai achar quem goste junto.

"Recém saí de uma relação"

Não precisa nem falar mais nada não é? Todo mundo sabe ou pelo menos imagina como é um término.
É como perder um pedacinho de si, é como perder um plano e não saber direito como vão ser as coisas dali pra frente.
Mas isso é assim mesmo, doloroso no inicio, cruel no final, que é aquele desencanto pela pessoa. Porém, esqueça os culpados, você precisa seguir em frente sabendo que pode sim lidar com isso e que as coisas vão melhorar.

DICA: Largar indireta em facebook, ou colocar textos tristes é a mesma coisa que dizer pro cara que você tá amarradaça nele e que não tira ele da cabeça e aí no que que rende? No fulano se achando o tal.

"A saudade não deixa eu parar de stalkear.."

Pra bom paranoico, meia desconfiança basta.

Respeitar o espaço do outro é item indispensável. Mas também sei como é a sensação de mesmo longe querer estar perto, saber onde a pessoa está, o que tá fazendo, no que tá pensando, só que não temos esse poder, então o que a gente faz? A gente revira o facebook, olha as fotos, as marcações, os status, os eventos, a gente entra no msn e até skype só pra stalkear melhor. Isso só faz a gente se sentir pior não é? Aí a gente vê uma guria que dá em cima dele curtindo tudo, outra comentando, outra marcando ele em foto, é triste o caso. O certo é a gente se afastar, tentar viver sem a influência do outro, curtir a vida sem querer apressar as coisas. Se tá triste querendo ficar semanas em casa só olhando comédia romântica e enchendo a cara de pizza, fica. Quando for pra sair, saia querendo se divertir e não pra esfregar na cara da sociedade.

Sair e não se divertir pensando no cara.. Não dá né, fica em casa então, acaba até estragando a festa dos outros e não vai render em nada. Superar não é por esse caminho. Superar é poder ficar sem olhar pro celular a cada minuto achando que a tela acendeu a luz quando não acendeu. Superar é passar pela pessoa numa festa e cumprimentar sem sentir aquele frio na barriga. É viver sem pensar se o outro tá vendo.


Temos que parar de agir por impulso pensando nos outros. Temos que pensar em nós mesmas e em como queremos levar a nossa vida.





terça-feira, 15 de janeiro de 2013

E a cabeça não ajuda..

Meus amores, já tava com saudades de vir postar pra vocês. Hoje vim com um motivo forte e bem maluquinho: Minha cabeça nas núvens.

Ando tão avoada, ansiosa e paranoica que vocês nem sabem!
Estou com uma mania chata de esquecer detalhes, me preocupar com bobagens e dormir muito mal a noite.
Um dia é a procura por trabalho, no outro respostas sobre a universidade e assim minha cabeça fica tão a mil que vou deixando outras coisas necessárias de lado. Recém antes de vir escrever consegui resolver na maioria minhas frustrações e isso é tão bom, vocês sabem, tirar peso das costas. E quero dizer pra vocês que já passaram por algo assim, por pensamentos persistentes e desnecessários que nos dominam, que eu sei como é, e sei que mesmo parecendo, não é maluquice, é meio que incontrolável, mas chega uma hora em que começa a atrapalhar toda vida da gente não é? Parece que não andamos mais pra frente e ai sim, chega o momento de você se questionar quando as neuras começam a te freiar e dar um basta, ir a luta pra resolver o que dá e tentar se controlar. Tem problemas com compromissos? Compra uma agenda. Soluções pequenas que nos dão um up!

Então esse post foi pra vocês se ligarem que paranoia tem limite e não é pra se deixar chegar nem perto dele!

Grande beijo, Le.


terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Mais uma lorota da Berenice

Nunca sei sobre o que vou começar a escrever, é literalmente como uma página em branco.
Sem plano, sem destinação, e sem saber o alvo a ser atingido.

Hoje não é diferente, mesmo sendo. Acordei precisando de mim. Precisando de minhas decisões, dos meus olhares direcionados aos caminhos todos que se entrelaçaram com a minha história.

Sei que você, já teve um dia assim, aquele em que você fica frustrado por não saber o que fazer pra sair do lugar, acaba se sentindo um hamster na rodinha, fiquei assim umas horas, pensando em coisas aleatórias, então minha mãe me chamou pra ir na cozinha, é, só ir na cozinha, ela não me falou nada demais lá, só conversamos, nos damos bem, bastante e amo ela demais e essa coisa toda que vocês sabem, então, mais tarde voltei a pensar e lembrei de uns meses que fiquei longe dela, longe de casa, coração apertado, saudade transbordando e se em algum momento fiquei questionando a vida, parei, pra poder agradecer. Afinal tenho tudo a minha volta, tudo o que é necessário pra me fazer feliz, pra me apoiar quando eu precisar, pra rir quando eu contar minhas lorotas. Saúde, família, amor, amizade e ser solidário, podem ser o conjunto que completam alguém, pelo menos pra mim tá de bom tamanho. E pra ti Berenice?

Termino o texto de hoje desse jeito: Deus, desculpa se peço mais do que agradeço.


sábado, 5 de janeiro de 2013

"Nem tudo é como você quer, nem tudo pode ser perfeito.."

Um tanto quanto paranoica, um tanto quanto idealizadora e teimosa.

Sou cheia de umas manias incontroláveis e essa coisa de não poder decidir pelos outros não me agrada cem por cento. Controladora sim, manipuladora não. Infelizmente se não posso escolher pelos outros posso pelo menos aceitar suas escolhas. As vezes não consigo nem controlar o meu próprio corpo. Assim como não o controlo perto de você. E eu gosto, admito, de como tudo isso meche comigo, me mostra um alguém diferente do qual estou acostumada, me tira da rotina, mas também odeio quando nada acontece sobre nós do jeito que eu queria.

Queria coisas que não podemos manter, na verdade não conseguimos mesmo podendo. Porque é algo que vai além do que estamos acostumados, ia exigir um nível bem maior do que conhecemos de paciência e entrega. E pra ser sincera isso me assusta, mas se fosse pra tentar, que tentássemos por inteiro.

Só que sabe, me conformei. Não somos os mesmos, mas talvez ainda não seja nossa vez, não sei se algum dia vai ser, provavelmente não, por isso, aceito as terminações de tudo isso, mesmo que não tenha sido parte dos meus planos, planos que não sei se tive permissão pra fazer, mas sonhar é isso não é? Coisas que queremos mas não temos certeza nenhuma se vai acontecer..



Apesar de tudo você sempre vai ser um sonho pra mim.