Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Dando um stop nas idiotices

"Queria ser tempo, pra tempo me dar.."

Incrível como angustia essa sensação de nada acontecendo nunca, nada funcionando, nada indo pra frente, não acha? Eu já senti tanto isso antes, principalmente nos relacionamentos, sempre fui uma zero esquerda, aquelas histórias normais, de desencontros, de quem eu quero não me quer. Mas percebi que comigo infeliz nada ia dar certo mesmo, então abri os olhos pra minha vida, e percebi que tinha muito mais a agradecer do que pra reclamar.

Ser independente não é ruim, é ótimo. Lutar pelo o que você quer ser e não se conformar com perdas, é normal e louvável. Ser independente é necessário além de tudo. Goste de você e vai achar quem goste junto.

"Recém saí de uma relação"

Não precisa nem falar mais nada não é? Todo mundo sabe ou pelo menos imagina como é um término.
É como perder um pedacinho de si, é como perder um plano e não saber direito como vão ser as coisas dali pra frente.
Mas isso é assim mesmo, doloroso no inicio, cruel no final, que é aquele desencanto pela pessoa. Porém, esqueça os culpados, você precisa seguir em frente sabendo que pode sim lidar com isso e que as coisas vão melhorar.

DICA: Largar indireta em facebook, ou colocar textos tristes é a mesma coisa que dizer pro cara que você tá amarradaça nele e que não tira ele da cabeça e aí no que que rende? No fulano se achando o tal.

"A saudade não deixa eu parar de stalkear.."

Pra bom paranoico, meia desconfiança basta.

Respeitar o espaço do outro é item indispensável. Mas também sei como é a sensação de mesmo longe querer estar perto, saber onde a pessoa está, o que tá fazendo, no que tá pensando, só que não temos esse poder, então o que a gente faz? A gente revira o facebook, olha as fotos, as marcações, os status, os eventos, a gente entra no msn e até skype só pra stalkear melhor. Isso só faz a gente se sentir pior não é? Aí a gente vê uma guria que dá em cima dele curtindo tudo, outra comentando, outra marcando ele em foto, é triste o caso. O certo é a gente se afastar, tentar viver sem a influência do outro, curtir a vida sem querer apressar as coisas. Se tá triste querendo ficar semanas em casa só olhando comédia romântica e enchendo a cara de pizza, fica. Quando for pra sair, saia querendo se divertir e não pra esfregar na cara da sociedade.

Sair e não se divertir pensando no cara.. Não dá né, fica em casa então, acaba até estragando a festa dos outros e não vai render em nada. Superar não é por esse caminho. Superar é poder ficar sem olhar pro celular a cada minuto achando que a tela acendeu a luz quando não acendeu. Superar é passar pela pessoa numa festa e cumprimentar sem sentir aquele frio na barriga. É viver sem pensar se o outro tá vendo.


Temos que parar de agir por impulso pensando nos outros. Temos que pensar em nós mesmas e em como queremos levar a nossa vida.





Nenhum comentário: